18 de julho de 2011

Instrumentos Mortais # Livro II.

                       # Cidade das Cinzas - Cassandra Clare - Galera Record #
Clary Fray desejava apenas que sua vida voltasse a ser normal. Mas o que é normal quando você é um demónio-assassino Caçador de Sombras (Shadowhunter), sua mãe encontra-se em um coma mágico induzido, e você pode de repente ver Downworlders como lobisomens, vampiros, e fadas? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras (Shadowhunters) para trás, significaria mais tempo com seu melhor amigo, Simon, que se está transformando mais do que um amigo. Mas o mundo dos Caçadores de Sombras (Shadowhunters) não está pronto para a deixar ir… especialmente seu considerável, enfurecedor, irmão, Jace. E a única possibilidade de Clary ajudar a sua mãe é seguir o Caçador de Sombras Valentine, que é provavelmente insano, certamente malvado … e também seu pai.
Para complicar assuntos, alguém na cidade de Nova Iorque está assassinando crianças Downworlders. É Valentine atrás das matanças… e se for, o que está tentando fazer? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada-Alma, é roubada, o assustador Inquisidor chega para investigar. Como pode Clary parar Valentine se Jace está disposto a trair tudo que acredita para ajudar a seu pai?

Nota Pessoal.

No segundo volume da série Instrumentos Mortais, lançado pela editora Galera Record, Jace enfrenta uma verdade que vai tornar sua vida um constante suplício, a verdadeira identidade de seu pai, Jace fica dividido entre a lealdade paterna, que sente que deve a Valentim e a lealdade com Lightwood, com os caçadores das sombras e com Clary e mesmo sabendo que Valentim quer a destruição dos Nephilins, Jace fica em dúvida em vários momentos e entra em um estado de total rebeldia, o que faz com quê ele seja considerado um traidor entre os caçadores, já que várias vezes têm a oportunidade de acabar com Valentim e êxita no último momento.
Clary em contrapartida esta fazendo de tudo para salvar sua mãe, que desapareceu sem deixar rastros, mas ela conta com fortes amigos para isso, além de Jace, Luke, um licantrope e seu bando, Raphael, um vampiro, Magnus o feiticeiro (adorei ele), Alex e Isabelle os irmãos inseparáveis de Jace que sempre estão do seu lado, independente da situação.
Agora Clary tem de enfrentar mais uma situação que vai bagunçar (se é que possível) com a cabeça dela, seu pai não estva morto e não era quem ela acreditava ser.
Valentim que todos julgavam morto retorna e querer acabar com todos os caçadores das sombras e para isso precisa dos instrumentos mortais, já possui o cálice mortal, agora esta à procura da espada mortal, com qual ele pode controlar todo tipo de criatura do mal entre outras coisas (não posso contar) kkkk.
Jace sofre nesse livro, além de estar à beira de uma guerra ele tem de lutar contra seus sentimentos por Clary, mascarar toda a dor de ser traído por sua família (estou falando de Maryse – quase mãe de Jace) que acredita que ele é um traidor, mas ele esconde tudo isso com uma dose maravilhosa de humor, tiradas ótimas e frases memoráveis.
Um triângulo amoroso super complicado e adorável, já que Simon é o melhor amigo de Clary e está sempre com ela, ele não fica de fora das mudanças, que para ele serão muitas daqui para a frente.
O livro não "para" é cheio de ação do início ao fim, às vezes até me esqueço que eles são adolescentes, pois não temem nada, Jace e Clary são perfeitos juntos, em todos os momentos estão unidos  e junto com seus amigos nós proporcionam uma aventura sem precedentes que vai te levar para um mundo cheio de fadas, monstros, lobos, vampiros, feiticeiros, batalhas e muitos, muitos mistérios.

PS: Jace me conquistou, além se ser lindo, engraçado, corajoso e super fofo é ainda um romântico (certo que ele esconde esse lado) mas ele é! kkkk.

Nota: 10.

Um trecho que eu não poderia deixar de postar para vocês:

Estavam conversando sobre o tempo que ficaram sem se falar.

"Eu estava doente mesmo – disse ela. --- Juro. Quase morri naquele navio, sabia?

Ele soltou a mão dela, mas continuou a olha-lá fixamente, quase como se quisesse memorizar seu rosto.
--- Eu sei—disse ele --- Toda vez que você quase morre, eu quase morro também"                                                                                      (página 401)
Confira as redes socias e fique por dentro das novidades da série.
 Site Instrumentos Mortais
Twitter @IMoficial
Capa original (adoro quando mantém a capa original).

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Ai... eu preciso ler... começo essa semana sem falta, to super curiosa em saber como continua...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  2. Eu amei Cidade das cinzas. é o meu preferido. E essa quote.. aiiin.. Jace, seu fofo *-*

    ResponderExcluir
  3. Luciane Eleoteria18/07/2011 10:14

    Eu adorei o primeiro livro e estou louca para ler o próximo, parece ainda melhor.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Faby.

    Adorei a sua resenha, assim com a sua empolgação, que aumentou ainda mais a minha curiosidade.

    Preciso ler o primeiro ainda. Acredita?!

    Quero conhecer esse Jace que todos comentam e falam.

    Essa semana começo sem falta.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Amei ler CdO e estou morta de curiosidade de ler CdC; a cada resenha que leio me da vontade de correr para uma livraria e compra-lo. Espero poder ganhar, pois ja estou de dedos cruzados ;)

    ResponderExcluir
  6. Poxa!!!! Só vejo tu falar bem dessa série, então meu proximo da lista vai ser ele, pois agora to curiosa pra ver se é bom mesmo!
    valeu pela dica!
    xeru!!!

    ResponderExcluir
  7. Cada vez que leio alguma coisa sobre esta série, minha vontade de ler só aumenta. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha. Estou esperando receber Cidade das Cinzas para ler Cidade dos Ossos, que está na estante esperando a vez.
    Bjkas!!

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir